segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

41- JOAQUIM MARTINS FONTES

ORDEM NACIONAL DO CRUZEIRO DO SUL

ssl#q=joaquim+martins+fontes

Joaquim Martins Fontes em Itabaianinha em 27 de julho de 1709, sendo seus pais o capitão mor de Estância, João Martins Fontes (1762-18480 e Ana Francisca da Silveira (1780-1808). Era sobrinho materno do Brigadeiro Manoel Fernandes da Silveira, 1º presidente de Sergipe.
Iniciou as primeiras letras em Itabaianinha e bem cedo ingressou na vida pública, tornando-se um político de grande prestígio. Os cargos que ocupou demostram a confiança que mereceu do Governo Imperial e dos poderes constituidos. Foi Capitão-Mor das Ordenanças de Lagarto, Deputado Provincial em diversas legislaturas, Comandante Superior da comarca de Estância, Membro do Conselho do Governo, Presidente da Câmara Municipal, Juiz de Órfãos de Lagarto, Deputado por Sergipe à Assembléia Geral Legislativa e Vice-Presidente da provínica. Como Vice Presidente, ocupou por quatro vezes a presidência interina de Sergipe: de 23 de 28 de agisti de 1839, quando foi precedido por Sebastião Gaspar de Almeida Boto e sucedido por Venceslau de Oliveira Belo; de 8 de agosto a 19 de outubro de 1840, quando foi precedido por Venceslau de Oliveira Belo e sucedido por João Pedro da Silva Ferreira; de 30 de abril a 15 de junho de 1841, quando foi precedido e sucedido por João Pedro da Silva Ferreira e de 1º de julho a 19 de dezembro de 1841, quando foi precedido por João Lins Vieira de Sinimbu e sucedido por Sebastião Gaspar de Almeida Boto.
Pelos serviços prestados à causa da Independência, foi distinguido com o título de Cavaleiro da Imperial Ordem do Cruzeiro do Sul e Comendador da Ordem de Cristo.
Deixou descendentes dos seus dois casamentos, o primeiro, em 1823, com Ana Joaquina Portela; o segundo, com Ana Maurícia da Silveira. Um dos filhos do primeiro casamento, José Martins Fontes, nascido em 3 de julho de 1829, foi Bacharel de Direito e Vice-Presidente da província. Assumiu a presidência de Sergipe em 9 de fevereiro de 1878.
Joaquim Martins Fontes faleceu no Engenho S. Francisco, em Laranjeiras, no dia 20 de agosto de 1860.



Nenhum comentário:

Postar um comentário